Estilo de vida

Sou uma mulher empreendedora?

Conheça as características que definem uma mulher empreendedora e aprenda a se destacar em sua empreitada!

O empreendedorismo é fundamental na atualidade, mas como saber se você tem as qualidades de uma mulher empreendedora? Quais as características necessárias para se tornar relevante no cenário econômico atual?

Confira o material especial que preparamos para você e encontre a resposta para estas e outras questões importantes.

O que a torna uma mulher empreendedora?

Se você está em busca de uma nova fonte de renda e não tem medo de inovar, saiba que você é sim uma mulher empreendedora. Afinal, o empreendedorismo está diretamente relacionado com sua atitude e vontade de se destacar.

De acordo com o economista austríaco Joseph A. Schumpeter, precursor do termo, empreendedor é aquele que realiza, produz novas ideias ou que inicia algo novo. Sendo assim, você pode se considerar uma empreendedora de acordo com suas ações.

Conheça algumas características que ajudam a definir uma mulher empreendedora:

1. Pioneirismo

Desenvolver algo novo como um projeto ou empresa, faz de qualquer mulher uma empreendedora. No entanto, não é preciso ser a dona da ideia para atingir esse status, mas sim, agir com pioneirismo para fazer o projeto se tornar realidade.

2. Comando

Empreendedora é aquela pessoa que toma as rédeas da situação e age como líder, independentemente do cargo. A atitude é o ponto fundamental a ser considerado na condução de um empreendimento.

3. Responsabilidade

Ser responsável pelo sucesso ou fracasso de uma empreitada é um dos fatores que definem uma mulher empreendedora. O empoderamento para a tomada de decisões é fundamental para investir em oportunidades promissoras.

4. Análise de riscos

Muitas empreendedoras de sucesso falham, mas em seguida elas voltam a tentar e acabam prosperando. Uma empreendedora deve ter o conhecimento e discernimento necessários para analisar por completo uma empreitada e assumir os riscos quando necessário.

5. Paixão

Grandes empreendedoras ao redor do globo tem uma qualidade em comum: são movidas pelo desejo de realizar algo maior e fazer a diferença. Empreendedoras de verdade sabem o que querem e têm a força e a garra necessárias para conquistar seus objetivos.

Aprendendo a empreender

Ao contrário do que muitas mulheres pensam, não há fórmula mágica ou característica obrigatória para empreender. Alguns atributos como persistência, proatividade, planejamento, poder de persuasão, autonomia e autoconfiança estão diretamente relacionados com perfis empreendedores.

Felizmente, todas essas qualidades podem ser desenvolvidas através de treinamento e força de vontade. Não é necessário, portanto, já ter nascido uma mulher empreendedora.

Como prosperar empreendendo?

Para se tornar uma empreendedora de sucesso você precisa estar preparada ao se deparar com uma chance única. As oportunidades podem variar, indo desde a criação de um produto, inserção em um mercado promissor ou até mesmo a implantação de uma nova metodologia onde você trabalha.

Uma empreendedora preparada possui as características necessárias para lidar com os desafios que estão por vir, seja qual for o projeto. Investir na educação, no entanto, é essencial.

De acordo com a pesquisa global mais recente sobre empreendedorismo (GEM – Global Entrepreneurship Monitor) o número de mulheres empreendedoras no Brasil atingiu a marca de 25,8 milhões, muito próxima dos 28,7 milhões de homens.

Um dos diferenciais das mulheres, em pleno crescimento no campo do empreendedorismo é a média do nível de escolaridade, cerca de um ano superior à média dos homens.

Atitudes fundamentais para a mulher empreendedora

Encontrar no empreendedorismo o seu estilo de vida é uma escolha ainda pouco convencional e que exige coragem, esmero e atitudes decisivas. A mulher que decide optar por esse caminho precisa manter o foco e ter em mente ações chaves que irão auxiliar nessa trajetória. São elas:

1. Verifique problemas, promova soluções

Uma das bases da criação de um negócio é a ação de apurar problemas e viabilizar soluções ainda não existentes. Manter o seu foco nessas soluções é fundamental para quem busca empreender.

Nem sempre as soluções serão inéditas, especialmente em um mercado tão amplo como o que nos deparamos atualmente, nesse caso busque apresentar alternativas singulares, que instiguem a atenção do público. Estude, investigue, conheça a fundo o campo em que você irá atuar, dessa forma poderá encontrar caminhos para se destacar em meio aos concorrentes, agregando valor ao seu serviço.

2. Não espere pelo momento perfeito

Aguardar pela oportunidade perfeita para tirar a sua ideia do papel é, possivelmente, uma receita para o fracasso. Ter todas as chances ao seu lado é uma prerrogativa extremamente improvável, portanto, esperar por ela fará com que o seu projeto nunca saia do papel.

Isso não quer dizer que você não deve manter um planejamento claro dos seus objetivos, mas sim que tenha a consciência de que empreender é arriscar. É saber que você precisará lidar com problemas e que situações que fogem da perfeição farão parte do seu dia a dia.

Portanto, se o seu plano tem condições para ser iniciado, se você já estudou e compreendeu o seu propósito e sabe como fazer para a sua ideia sair do papel, não se prenda a uma expectativa irreal de excelência que possivelmente jamais irá chegar.

3. Permaneça em movimento

Empreender é uma situação completamente oposta a estagnação. Por isso, você, como mulher empreendedora, deve compreender que a inércia deve ser evitada.

Caso o seu plano esteja com problemas, movimentar-se em direção a novos cursos, qualificações e buscar diferentes visões certamente são ótimas alternativas. Se o seu projeto está indo de vento em popa, você também deve fugir da letargia. Afinal, sempre existe espaço para melhora e crescimento.

Conheça novos mercados, invista em networking e perceba como o seu objetivo irá se movimentar com você.

4. Qual a sua motivação?

O empreendedorismo não é um mar de rosas e saber que momentos difíceis estarão presentes na sua trajetória é essencial. Para essas situações, é de suma importância ter em mente qual a sua motivação para a criação do negócio.

Seja a conquista da sua independência financeira, a execução de um sonho de longa data, encontrar mais tempo para a sua rotina pessoal ou qualquer outra razão para empreender, tenha-a sempre em mente. É claro que essa motivação pode mudar durante a sua trajetória e isso é um sinal de que suas conquistas estão se ampliando.

Agora que você já sabe mais sobre o assunto, aproveite para interagir com outras mulheres e entender o que as fazem empreendedoras. Deixe suas sugestões nos comentários abaixo e continue acompanhando nossas matérias.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *