Estilo de vida

A mulher independente e os seus desafios

Com tantas responsabilidades e tarefas a desenvolver no dia a dia, você, mulher independente, já deve ter se deparado com muitos desafios, entre eles um dilema muito comum: como conciliar as obrigações da vida profissional com as atividades do lado pessoal?

Mulher Independente

Já vamos adiantando que não há uma resposta pronta. No entanto, existem diversas formas de equilibrar tudo isso. Na sequência, nós te apresentamos cinco tópicos para ter em mente e não deixar que as duas esferas interfiram uma na outra. Confira nossas dicas:

Estabeleça prioridades

O primeiro passo é ter bem claro quais são as suas prioridades, mesmo que momentâneas. Precisa entregar um projeto importante no trabalho? Talvez você tenha que fazer algumas horas extras esta semana. Está sentindo falta de uma conversa animada com as amigas? Programe-se e chame o pessoal para uma divertida videochamada.

É tudo uma questão de planejamento. Se não podemos fazer diversas tarefas ao mesmo tempo, pelo menos conseguimos organizá-las. Não há problema algum em priorizar o trabalho, os estudos ou a família por um tempo, desde que não se esqueça dos demais aspectos da sua vida.

Delegue atividades no trabalho

Grande parte dessa organização que comentamos tem a ver com as responsabilidades no trabalho. Independentemente da sua profissão ou do seu cargo, saber como coordenar as atividades só traz benefícios para você.

Muitas pessoas têm dificuldades em dizer não no ambiente corporativo, consequentemente, acabam ficando sobrecarregadas. Uma saída é aprender a delegar tarefas. É claro que não estamos dizendo para você deixar suas responsabilidades de lado. Nossa dica é gerenciar bem o seu tempo e distribuir as tarefas de acordo com as melhores habilidades de cada colega, assim as chances de bons resultados aumentam muito.

Encontre tempo para atividades físicas

Ao organizar suas tarefas diárias ou semanais, não se esqueça de incluir exercícios. A mulher independente de hoje também precisa pensar na sua saúde. Além de uma dieta balanceada, as atividades físicas são essenciais para trazer bem-estar e equilíbrio a sua rotina.

Mas e se não gostar de frequentar academia? Sem problemas! Qualquer exercício físico está valendo, principalmente neste momento de isolamento social. Que tal aproveitar uma pausa do trabalho no meio da tarde para uma aula de alongamento? Ou uns minutinhos subindo a escada do prédio para fortalecer as pernas?

Entender qual é o melhor momento do dia para praticar atividades físicas também é importante. Tem gente que gosta de acordar cedinho e se sente motivado a se exercitar. Por outro lado, muitos preferem dormir até mais tarde e aproveitar o fim do dia ou até mesmo o horário do almoço. É novamente uma questão de descobrir o que funciona melhor para você.    

Cultive seus relacionamentos

Na loucura do dia a dia, é comum passarmos semanas ou meses sem conversarmos com pessoas queridas. Faça de tudo para que isso não aconteça com você. Uma maneira eficiente de equilibrar vida profissional e pessoal é separar um tempinho de vez em quando para cultivar esses relacionamentos importantes.

Quando falamos de relacionamentos, nos referimos não apenas a namorados como também a familiares, amigos e colegas de trabalho. Manter uma relação saudável com as pessoas com quem você convive diariamente deixa tudo mais fácil. Evite puxar conversa com as pessoas que apenas reclamam, esse hábito não faz bem para a sua saúde mental.

Faça o que você gosta

Na hora do lazer, encontre um hobby que te faça esquecer dos problemas do seu trabalho. Pintura, futebol, desenho, tricô, videogame, skate, gastronomia… Enfim, você é independente para escolher a atividade que mais te deixa feliz. O importante é ter um momento seu, que ocupe a mente com algo prazeroso e aumente a sua qualidade de vida.

Aproveite este momento de isolamento social para explorar novas possibilidades neste tópico. Sempre gostou de desenhar, mas nunca colocou a mão na massa? Agora é a hora. Com mais tempo em casa e menos deslocamentos, você tem a chance de experimentar novos hobbies e quem sabe descobrir uma nova paixão.

Mulher independente é flexível

Por fim, nossa última dica diz respeito à flexibilidade. Lembra que no começo do texto falamos sobre a importância da organização? Isso continua valendo. Porém, ser uma mulher independente também significa entender que algumas coisas fogem do nosso controle. E é preciso ser flexível para se adaptar às novas circunstâncias e não deixar um imprevisto atrapalhar toda a sua organização.

Um exemplo? O cliente muda de ideia e você precisa alterar a estratégia do seu projeto. Frustrante? Sim. Mas tem algo que você possa fazer? Nada além de se adaptar às novas circunstâncias. Na vida pessoal é a mesma coisa. Ninguém poderia prever que este período de isolamento social duraria tanto. Porém, o que nos resta é tentar tirar as melhores lições e seguir em frente.

E você, que dica dá a outras mulheres independentes para conciliar as responsabilidades da vida profissional com as atividades pessoais? Deixe suas sugestões nos comentários!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *