Cosmética

Como funcionam os produtos hidratantes da pele?

A água na pele é de suma importância para que sua fisiologia funcione adequadamente e proporciona um sensorial satisfatório e gostoso ao toque, por isso devemos saber como funcionam os hidratantes.

A pele é o maior órgão do corpo humano e contém cerca de 70% da água corporal.

Hidratar a pele é sempre um desafio para  o formulador de um produto cosmético, vamos entender um pouco mais?

hidratantes

Mas então… como funcionam os produtos hidratantes da pele?

A hidratação se faz por dois caminhos básicos:

O primeiro, é agregar água à pele, desenvolvendo uma formulação que consiga deixar as moléculas de água, bem distribuídas em cada camada, especialmente a epiderme e derme.  Uma formulação balanceada, com ativos capazes de agregar água de forma significativa é fundamental para que a mulher perceba o efeito fisiológico correspondente. Os ingredientes variam desde a tradicional glicerina e ureia até as mais inovadoras aquaporinas e ativos nano tecnológicos.

O segundo caminho para se obter um efeito hidratante sobre a pele é o que se costuma chamar de “efeito barreira”. Trata-se de desenvolver uma formulação cosmética que impeça a natural perda transepidermal de água pela pele.

Sim, perdemos constantemente água pela pele. O cosmético hidratante precisa controlar e minimizar essa perda, a fim de reter a água em cada camada. Para isso, o formulador adiciona substâncias na formulação que desempenhem esse papel como as tradicionais ceras de abelha, carnaúba e manteiga de karitê entre outras.

Agregando água à pele e controlando sua evaporação, pode-se manter o equilíbrio hídrico que é um dos efeitos que tanto se espera do produto hidratante. Neste sentido, buscar formulações balanceadas é um critério fundamental para se obter uma pele bem hidratada.

Quanto mais eficiente for esse equilíbrio, mais tempo se consegue manter a água na pele e pode-se dizer que o efeito de hidratação é de longo prazo. Alguns apelos de marketing prometem de 24h a 48 de hidratação.

Hidratação comprovada

Esses efeitos são medidos por equipamento em laboratório de testes, os quais são realizados em voluntários humanos para garantir o argumento de venda colocado na rotulagem do produto. Esses testes são exigidos e precisam ser apresentados para o órgão regulador no Brasil (ANVISA) para a liberação da comercialização, por isso, checar o registro da empresa e do produto no órgão sanitário competente é importante.

Produtos específicos

Algumas áreas do seu corpo sofrem impactos mais diretos por estarem mais desprotegidas.
É o caso do rosto e das mãos, e com as devidas proporções, o caso dos pés
também. Além de receberem o vento, o sol e a fuligem, as mãos e os pés
(cotovelos e joelhos) também sofrem maior ação mecânica do tipo “estica e puxa” da pele ao realizar movimentos. Assim, nada mais natural que se desenvolvam produtos específicos para hidratar os pés, as mãos e o rosto.

Além da exposição e da ação mecânica, outros fatores podem ressecar a sua pele, como o uso intenso de sabões ou detergentes ou ainda a região geográfica. É certo que regiões e estações mais secas (como o inverno em nosso centro-oeste brasileiro) exigem um cuidado extra com a hidratação.

Lembre-se: a sua pele precisa de água. A ingestão de ao menos dois litros por dia faz a diferença e o uso de cosméticos hidratantes entre duas e três vezes ao dia garantam um equilíbrio hídrico da pele que colabora muito para mantê-la saudável. Estes cuidados diários mantém uma aparência bonita e jovem bem como um toque sedoso e especial. Faça do seu hidratante o seu “creminho da beleza”, e não viva sem ele!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *