Cosmética

O que são e como funcionam os ativos nos cosméticos?

Usar por usar? Não, né? Saiba o que são e como funcionam os ativos nos cosméticos que você tanto aprecia!

Quando pegamos nas mãos um lindo pote de creme, abrimos e sentimos uma fragrância perfeita… é um momento mágico. Uma experiência única e cheia de expectativa de que a nossa pele vai ficar linda e perfeita. Mas… o que tem no cosmético que dá a ele essa capacidade de mudar algo em nós? Estes elementos mágicos e super poderosos são definidos como ativos cosméticos. São nada mais do que os ingredientes adicionados à fórmula que visam entregar melhorias na pele e cabelos por meio de ação tópica. São eles que permitem que o cosmético cumpra aquilo a que se propõe. Por exemplo: um produto hidratante, precisa hidratar e o ativo é um ingrediente que se adiciona à formulação para se obter o efeito hidratante esperado. Se fizermos uma analogia com medicamentos, os ativos cosméticos seriam equivalentes ao princípio ativo dos medicamentos.

Um único produto cosmético pode ter vários ativos complementares, reforçando a atividade esperada por diferentes mecanismos. Pode ainda ter mais de um ativo com diferentes funções, é o caso dos famosos e cobiçados produtos multifuncionais. Sabe aquele produto único com várias ações? Significa que ele possui vários ativos diferentes que juntos conseguem fazer o produto ter alta performance e multiação. Pense num creme antiaging, hidratante, antioxidante, antipoluição e ainda com fator de proteção solar (FPS), uau!!! Uma formulação equilibrada contém ativos de qualidade e com a quantidade necessária para entregar ao consumidor a eficácia anunciada no rótulo e nas propagandas e também garantir a segurança.

Tipos de  ativos

Existe uma infinidade de ativos para uso cosmético, a indústria pesquisa e lança diariamente opções diversas para que o formulador possa empregar em suas preparações cosméticas.

Os ativos podem ser classificados comumente por sua atividade e por sua origem. Quanto à atividade podemos dizer que existem ativos: despigmentantes, pigmentantes, antioxidantes, esfoliantes, renovadores celulares, estimuladores de colágeno, hidratantes, anti UVA e anti UVC

Quanto a origem, um ativo pode ser classificado como: mineral (como as argilas), animal (como a cera de abelha), sintética (filtros solares e algumas vitaminas) e vegetal (extratos e óleos). Dentro dos ativos vegetais ainda temos opções orgânicas e veganas. Os ativos de origem animal são atualmente os menos procurados, em virtude da consciência pela preservação da vida. Ao escolher um ativo de origem natural o pesquisador deve ter sempre em mente todo o impacto do seu uso na cadeia produtiva e considerar em sua escolha a sustentabilidade em seus aspectos ambientas, sociais e econômicos.

Ah! Quando falamos sobre o que são e como funcionam os ativos nos cosméticos, Também precisamos falar que os ativos podem envolver alta tecnologia em sua produção, como os chamados nanocêuticos. Com o uso de nanotecnologia na fabricação dos ativos pode-se produzir ativos com múltiplas atividades e alta performance. Outra tecnologia empregada é colocar o ativo em cápsulas biosimilares com a pele, permitindo uma maior estabilidade e guiando o caminho que ele percorrerá nas diferentes camadas da pele. É desta forma que um cosmético pode entregar a vitamina C na sua forma ativa na camada certa da pele onde precisa agir. São os conhecidos lipossomas e outros delivery system.

Experimentar sempre

O universo químico dos ativos cosméticos é imenso e pode ser explorado pelos consumidores. Podemos buscar aqueles que mais se adaptam ao nosso perfil de consumidor e que nos traz o efeito desejado.

Mergulhe nesse universo, permita-se conhecer e experimentar. Você tem toda ciência, natureza e tecnologia em equilíbrio harmonioso para deixar você sempre linda.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *